cinzero com cigarrosAo comprar uma caixa de cigarro, já observamos os malefícios que ele pode causar na vida de um ser humano. Antigamente, era sinônimo de elegância e os personagens mais importantes apareciam como heróis. Mas, atualmente essa a visão sobre o cigarro mudou. Quando olhamos no verso de uma embalagem de cigarro nos deparamos com fotos alertando-nos sobre os efeitos nocivos do fumo:

Doenças Pulmonares, partos prematuros, impotência sexual, sinusite, entre outras consequências.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), se não forem tomadas medidas eficazes, mais de 1 bilhão de pessoas morrerão de doenças ocasionadas pelo cigarro no século XXI.

O cigarro é composto por tabaco, formado por uma substância chamada nicotina, a grande causadora da dependência. No processo industrializado desse pequeno elemento, existem quase cinco mil substâncias. Dentre elas, estão: a acetona, a nicotina, o alcatrão e muitas outras. Na primeira vez de uso, o indivíduo pode não gostar, mas depois ele acaba se tornando dependente dele. Depois de algum tempo, ao sentir ansiedade, irritação ou mesmo fome, ele começa a encontrar no cigarro a fonte para acabar com esses sentimentos.

Mas por que isso acontece? Por que as pessoas fumam, mesmo sabendo que isso poderá causar um enorme dano na sua saúde e nas pessoas que estão próximas? O nome disso é necessidade? A partir do momento em que experimentam por um longo período, abandonar a droga, nos momentos de abstinência, é muito difícil.

Nesse site, você conhecerá como vencer as ciladas que esse inimigo tem colocado e entender as consequências a longo prazo para a sua vida. Aproveite a leitura!

Fumante Passivo

mulher fumanteComo visto, os fumantes enfrentam uma série de riscos causados pelo fumo, e os não fumantes? Eles também correm os mesmos riscos. São chamados de fumantes passivos e inalam a fumaça, principalmente em locais fechados, públicos ou em suas próprias residências por alguns parentes.

A fumaça em ambiente fechado proporcionada pelo tabaco é chamada de poluição tabagística ambiental (PTA) e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, a fumaça acumulada em um ambiente é grave e a 3ª maior causa de morte. Veja a quantidade de substâncias existentes dentro de locais fechados:

  • 3 x mais nicotina;
  • 3 x mais monóxido de carbono;
  • 50 x mais substâncias que causam o câncer.

Esses valores não são nada comparados ao indivíduo que fuma um cigarro. Essa absorção pode causar:

  • Para os adultos, o risco é do aumento de doenças respiratórias, câncer de pulmão (30%) e infarto (24%).
  • Para as crianças, são suscetíveis à resfriados, infecções do ouvido, doenças respiratórias, como asma, bronquite, dentre outras.
  • Os bebês correm o risco 5 vezes maior de morte súbita e de doenças pulmonares até 1 ano, de acordo com o número de pessoas fumantes em casa.

Outros danos causados ao não fumantes são:

Em curto prazo

Em longo prazo

  • O pulmão diminui a sua capacidade de funcionamento;
  • Nas crianças cresce a possibilidade de infecções respiratórias;
  • Risco de aterosclerose, doença inflamatória em que nódulos (ateromas) se formam dentro dos vasos sanguíneos, levando à diminuição das mesmas e ao afetar as artérias do coração ou do cérebro pode ser fatal.

Essa poluição passa por duas fases, uma é a fumaça exalada pelo fumante e a outra é a fumaça da ponta do cigarro. Nessa última, se formam as substâncias nocivas derivadas do tabaco. No ar, elas podem ser encontradas em nível alto por não serem filtradas, até mesmo porque o fumo tem uma combustão incompleta, por causa da temperatura que é queimada.

Fumar na gravidez

mulher grávidaA gestante corre o risco de ter partos prematuros ou mesmo o aborto, sangramentos, má formação do feto, bebê fora do peso, etc. Uma mulher grávida que fuma tem mais complicações do que aquela que não fuma, ou seja, assim que sentir os sintomas da gravidez evite o cigarro. Com as substâncias do cigarro, o feto reage de forma diferente e em minutos os batimentos cardíacos dele aceleram e talvez ocorram problemas com a placenta que pode se deslocar no período errado.

Quando ela é fumante passiva, ou seja, absorve a fumaça de outras pessoas, o cigarro passa do sangue para o feto.

Para aquelas mães que fumam 20 cigarros por dia, o seu bebê recém-nascido ingere leite contaminado com nicotina. Ele sofre rapidamente os efeitos do cigarro: vômito, diarreia, agitação, etc.

As que fumam mais de 40 cigarros, durante a amamentação, outros sintomas aparecem: palidez, taquicardia, cianose – manchas na pele derivadas do aumento da hemoglobina não oxidada, ou seus pigmentos – e outros sintomas.

As principais substâncias causadoras desse mal às grávidas é a nicotina e o monóxido de carbono. A população de baixa renda costuma ter a saúde mais frágil e muitas não abrem mão do uso, mesmo sabendo que isso poderá causar prejuízos ao seu bebê.

De acordo com o INCA, pesquisas revelam que os filhos com 7 anos de idade, de mães que fumaram 10 ou mais cigarros por dia na gravidez, demoram mais para aprender uma determinada habilidade. Crianças de zero a um ano, que vivem com fumantes, possuem muitos problemas respiratórios e quanto maior o número de pessoas fumantes, maior será o risco da criança adquirir uma doença.

Males do Cigarro

moldes órgãos humanosSegundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tabaco é responsável por quase 50 tipos de doenças diferentes.

Dentre elas temos:

  • as cardiovasculares – infarto, angina, etc.
  • o câncer - de pulmão, de boca, de estômago de laringe, a leucemia;
  • e doenças respiratórias – enfisema nos pulmões, bronquite, rinite alérgica e outras infecções;

Ainda pode ocasionar a impotência sexual do homem, úlcera no sistema digestório, problemas na gravidez, levando a uma gravidez de risco, além de aneurismas arteriais e trombose vascular. Quando o indivíduo para de fumar, os riscos de adquirir essas doenças vão diminuindo no decorrer de sua vida.

As propagandas de cigarro aumentaram o incentivo a utilização dos mesmos. Até mesmo em filmes americanos o modo como os atores fumavam o cigarro acabava instigando os telespectadores a adquirir o hábito. Mesmo com a lei de restrição à propaganda, aprovada em 2000, muitos ainda fazem o uso do cigarro.

Os jovens são:

  • Curiosos;
  • Imitadores;
  • Corajosos;
  • Querem ser incluídos nos famosos grupos.

Isso acarreta no consumo precoce do cigarro para os menores de 19 anos, tornando ainda mais difícil deixá-lo. O cigarro pode ser prevenido pelas autoridades e mesmo por aqueles que fazem o seu uso. O tabaco, encontrado no cigarro, é uma das principais causas de morte no mundo. Assim, morrem mais pessoas com as doenças provocadas pelo fumo do que de acidentes provocados pelo álcool, pelo câncer de mama e pela AIDS.

O problema não está somente em ser o maior causador de doenças, mas também na quantidade fumantes que causam 'despesas' para os hospitais. A Organização Mundial da Saúde afirma que morrem mais de 10 mil pessoas por dia em todo o mundo decorrente dessas doenças. Já no Brasil, o número de mortes por cigarro foi de 4.625 de 2006 a 2010. Se não forem tomadas as medidas ou o número de fumantes aumentar, esse número poderá dobrar.

Crianças Fumantes

Existem países que têm o hábito de oferecer cigarro às crianças. Geralmente, esse primeiro contato com o cigarro acontece por causa de seus pais ou parentes que oferecem o fumo para que a criança experimente. A fumaça do cigarro que se aloja dentro do ambiente das casas é mais nociva do que aquela que sai do cigarro quando acesso, pois as substâncias se acumulam no ambiente.

bebê comendo

Crianças Fumantes

Quando uma criança ou adolescente começa a fumar, mesmo que uma vez por mês, a dependência da nicotina aumenta. De acordo com um estudo publicado por um jornal americano com 370 voluntários num período de quatro anos, feito pela Academia Americana de Pediatria, o Pediatrics: 62% dos fumantes, por mês, possuiam os sintomas da dependência (vontade de fumar, ansiedade, irritação) e 40% passaram a fumar diariamente. Revelou-se que, quando aumentavam o consumo do cigarro, mais desejos tinham por dar mais uma tragada e isso dificultava o controle para o uso.

No Brasil, foi aprovada a lei antifumo, em agosto de 2009. Ela começou em São Paulo, que proibiu o hábito de fumar em ambientes total ou parcialmente fechados e os ambientes de uso coletivo. Além disso, os fumódromos passaram a ser proibidos. Após isso, outros estados adotaram a lei, variando os locais onde são proibidos e também as multas.

Antes, já existia uma lei federal 9.496, de 1996, que proibia fumar em espaços fechados, privados ou públicos, autorizando a criação dos fumódromo. Mas a lei foi sendo alterada de acordo com cada país ou estado. Em 2005, após essa lei, o Brasil ratificou um tratado internacional em que os países assumiram o compromisso de implantar medidas para acabar com o consumo de tabaco e a exposição da fumaça.

Os jovens estavam começando a fumar dos 13 aos 15 anos. Na Itália, em Capena, todo ano, durante a festa de Santo Antônio, garotos desde um ano de idade participam da tradição de acender uma fogueira. Durante a festa, eles não comem doces ou brincam no festival, mas fumam cigarros.

Antigamente, com essa tradição as pessoas fumavam alecrim, alguns mantiveram o fumo dessa planta, mas os outros começaram a fazer o uso do cigarro.

Outro caso de criança fumante é na Indonésia, um menino começou a fumar desde os 18 meses, após seu pai ter oferecido-lhe uma tragada. Atualmente, ele fuma 40 cigarros por dia e quando passa um período sem o fumo, começa a gritar, ficar nervoso pedindo o cigarro para a mãe. O pai considera isso normal.

Tipos de Fumo

cachimbos e fumoO cigarro não é somente o causador dos problemas de saúde. No tabaco, se localiza a nicotina e a partir dela são fabricados outros tipos de fumo que também causam danos:

Fumo do Cigarro – nele, é encontrada uma porção pequena de tabaco seco e picado. Ele é enrolado num papel que pode ter filtro ou não para reduzir a inalação de substâncias tóxicas.

Cigarros lights ou de baixo teor – recebem esse nome por diminuir o teor de substâncias tóxicas. Ao serem produzidos, recebem orifícios de ventilação nos seus filtros, facilitando assim, a diluição da fumaça pelo filtro.

Cigarro de Palha – são naturais e o fumo é extraído de forma natural. Como não possuem filtro, as substâncias ingeridas são mais intensas e há o risco maior de desenvolver doenças.

Cigarro de Bali – também chamados de Kreteks ou cigarros de cravo, em sua mistura possuem tabaco, cravo e outros elementos. Ele possui um alto teor das substâncias encontradas no cigarro tradicional e uma substância encontrada em sua composição, o Eugenol, pode trazer paralisia respiratória em pessoas frágeis.

Bidis (beedis ou beedies) – são cigarros com aroma de frutas e outros sabores enrolado com folhas secas de Tendu ou Temburni. Eles são amarrados por uma linha em uma de suas pontas. É muito perigoso.

Fumo do Charuto – feito à mão ou à máquina, o charuto possui uma parte aberta onde é fumada e uma parte fechada, para acender o fumo. Ele pode ser aromatizado com baunilha, chocolate entre outros e depende de solo e clima especial para a sua fabricação.

Fumo do Cachimbo – tem o formato de um chifre e na cabeça, que é aberta (fornilho), é depositado o fumo e a parte em que se fuma (piteira). Existem vários formatos, como o volcano, bent apple, billiard e outros.

Fumo de Cigarrilhas – feitas de fumo natural ou mistura do pó do fumo, papel e glomerante. Eles são charutos com tamanho de cigarro, o aroma é semelhante ao charuto, mas não tão profundo. Eles são populares na Europa e a maioria de seus fabricantes são holandeses.

Fumo de corda ou de rolo – encontrado como grandes cordas, normalmente de cor negra, pesam de 3 a 5 kg e são enrolados em um pau. Esse tipo de fumo possui uma grande quantidade de nicotina.

Narguilé – é uma das variações do cachimbo, conhecido como cachimbo de água. Ele surgiu na Índia no século XVIII. Muito popular entre os árabes, atualmente, existem bares temáticos que apostam em seu uso. Ao fumar, uma pessoa ingere 100 vezes mais fumaça do que se estivesse fumando cigarro. Nele, é utilizado um fumo especial misturado com frutas, flores, mel, entre outros, cuja fumaça passa por um recipiente líquido até chegar ao paladar do usuário.

Obs.: Todos esses tipos de cigarro fazem mal à saúde, uns apresentam até mesmo um nível maior das substâncias cancerígenas e que gera dependência.

Antitabagismo

placa antitabagistaVárias instituições se uniram contra o tabagismo por saber que ele é responsável por 5 milhões de mortes em todo mundo. No Brasil, além do Ministério da Saúde, existem outros órgãos governamentais e não governamentais que trabalham juntos na Aliança Por um Mundo sem Tabaco, com mais de 500 associados. Conheça sobre o principal órgão responsável:

Instituto Nacional do Câncer

É um órgão do governo conveniado ao Ministério da Saúde que desenvolve programas de controle do Tabagismo e envolvem várias campanhas para conscientizar e prevenir o uso do tabaco. Dentre elas, temos O Dia Mundial Sem Tabaco, Dia Nacional de Combate ao Fumo e o Dia Nacional de Combate ao Câncer. Ele, juntamente com a Organização Mundial da Saúde, a Organização Pan-Americana da Saúde e o Serviço Único de Saúde buscam unir forças para eliminar o vício causado pelo tabaco.